A carregar...

Na Herdade do Monte Novo existia uma pequena área de vinha velha. O gosto familiar por esta actividade conjugado com a existência de um bom terroir, com terrenos e exposição solar propícios, influenciou na decisão de, em 2001, reconvertê-la numa vinha nova, actualmente com 28 hectares.


A escolha das castas foi feita de forma cuidadosa, procurando aquelas que melhor se adaptassem a esta zona do Alto Alentejo e a partir das quais fosse possível obter uvas de qualidade superior, essenciais para a elaboração de vinhos de referência.


As principais castas de uva tinta escolhidas foram a Aragonez e a Syrah.


Para além destas e para permitir a elaboração de vinhos mais complexos introduziram-se também as castas Touriga Nacional, Alicante Bouschet, Petit Verdot e Cabernet Sauvignon. No que toca à uva branca a escolha recaiu nas castas Arinto e Antão Vaz.


Em todo o processo de instalação da nova vinha seguiu-se o pressuposto de que um bom vinho começa na vinha, desde a escolha das castas e dos clones até às mais modernas tecnologias na sua implantação.


Foram também instalados equipamentos de monitorização do clima e humidade do solo que em conjunto com um sistema de rega gota-a-gota possibilitam efectuar o controlo adequado das pragas, doenças e disponibilidade de água.


Estas tecnologias e práticas vitícolas rigorosas são fundamentais para atingir elevados padrões de qualidade.

Veja também: